top of page
  • Foto do escritorportalcaxias

O extremismo político e a Fake News em meio a tragédia

A lógica do ódio fomentada ao longo de quatro anos na conjuntura política brasileira, chegou a seu ápice mais nocivo nos últimos dias. A catástrofe natural que vem sofrendo o povo do Rio Grande do Sul, tem mobilizado todos as pessoas de bom coração, a unir forças em meio a uma situação devastadora. No entanto uma indústria bem articulada de Fake News, tem ganhado proporções surreal. Vale ressaltar que a maioria das prefeituras do RS são lideradas por figuras com viés de extrema direita.

A base da construção de Fake News (Mentiras) em relação ao cuidado e apoio ao povo Gaúcho tem três focos principais, sendo eles:

a) O Estado nada faz - Uma narrativa de que o governo federal tem sido omisso, na ajuda e logística aos Gaúchos

b) A divulgação maciça em perfil de extrema direita dizendo que o estado tem atrapalhado a chegada de benefícios aos que estão em abrigo.

c) A narrativa de um pânico econômico na população do RS, com a falsa ideia de caos nos supermercados.

Toda essa indústria de Fake News, bem arquitetada, tem de certa forma prejudicado o bom andamento das ações, pois acaba gerando uma ideia de desconfiança naqueles que supostamente desejam colaborar. É extremamente lamentável que esses que são propagadores de mentiras e desumanização, acabam contaminado os rios com dejetos de egoísmo e falta de respeito. Que o povo Gaúcho tenha resiliência nesse momento, e que logo logo sairemos dessa situação.

Colunista: Professor Marcos Aurélio

35 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page